Hoje vivo o meu destino

Hoje vivo o meu destino
18 de dezembro de 2018 Stefânia Sangi
In Fragmentos

Foi um trabalho danado me desfazer do destino preparado pra mim

Suportei durante anos projeções e pressões psicológicas intensas doutros

Desconstruções e articulações não é apenas o título duma exposição minha

É também o combate real entre representantes e representações

Hoje vivo o meu destino

Mas ainda me cobram quando estou dormindo

Marcos Amaro 18/12/2018