Liberdade

Liberdade
4 de janeiro de 2019 Stefânia Sangi
In Fragmentos

Em 2019 a primeira coisa que penso é no ambiente nefasto das redes sociais

A opinião informativa e o exercício crítico se tornaram incomuns

Panfletagens e promoções roubam cenas e diálogos

A Bienal de Veneza elegeu inteligentemente o fake news e a pós-verdade como eixos centrais

Conservadorismos são consequências políticas de transformações constantes

Será que ainda não estamos preparados pra tanta liberdade?

Marcos Amaro
4/01/19 Trancoso